Pular para o conteúdo principal

Aquela Promessa de dedinho!!!

“É melhor não fazer voto do que fazer e não cumprir”
Eclesiastes 5.5
Aquele dia especial em que toda menina sonha: vestido branco, cabelo arrumado, maquiagem, salto... E aquele dia em que todo homem anseia: terno, ser elegante, cabelo arrumado... Quem nunca sonhou com isso, não é?! 









                Para mim, o que mais marca nesse dia é a aliança e são os votos! Muitas pessoas choram e amam essa parte, mas não sabem o que significa cada palavra. Não compreendem a proporção que um “até que a morte nos separe” pode chegar e atingir na vida deles. 





Nesse texto eu gostaria de nos fazer refletir sobre o divórcio. Que é algo que está crescendo no meio secular e no meio evangélico. E isso é muito triste. Por que o que Deus fez para ser eterno está se tornando finito. A igreja está abrindo as portas para a pós modernidade. Apoiando tudo. Além de estar tornando tudo comum e normal para um cristão. O casamento não deve se deixar abalar por esses ideais do pós modernismo.



A aliança representa um compromisso firmado entre duas pessoas. Os votos revelam promessas feitas entre os noivos. E o que diz sobre “compromisso” no versículo de Eclesiastes? E sobre “promessas”?


Os desafios da Pós modernidade
1)      Umas das marcas desse período é: TUDO É RELATIVO
Não há mais uma só verdade (para o mundo). A igreja está começando a ser influnciada com essa idéia. O que cada um acha é a verdade, ou seja, há muitas verdades tudo depende do seu ponto de vista e da sua opinião. Mas, a bíblia diz que Jesus é a verdade. Só Jesus! (João 14.6)
2)      Outra marca é: O PLURALISMO
No meio religioso isso quer dizer que há várias maneiras das pessoas alcançarem a salvação. Mas, em João 14.6, vemos que só Jesus é o caminho e ninguém chega a Deus a não ser por Ele. Só Jesus!
3)      Outra característica é: O CONSUMISMO
Esse ideal prega que só encontramos felicidade e prazer na vida se tivermos as coisas, bens materiais e riquezas. Mas, em João 15. 11 “Tenho dito estas palavras para que a minha alegria esteja em vocês e a alegria de vocês seja completa”, diz que se tivermos a alegria de Deus a nossa será completa! Só nele encontramos verdadeira satisfação!
Os desafios da Pós modernidade e o Casamento Cristão
1)      Tudo é relativo à Liberdade ou libertinagem?
A partir do momento que tudo se torna correto e o casal não tem mais base para o casamento, pois cada um acha o que é certo e faz o que acha, e o conceito “respeito” se apaga e é esquecido na relação.
A base para todo casal é e deve ser a bíblia!
2)      Pluralismo à “Os fins justificam os meios”
Esse ideal prega que se o casal está brigando muito, cada um faz uma coisa, mesmo que seja errado (aos olhos da bíblia), o importante é chegar ao sucesso do casal. Prega também que os dois mandam e os dois têm autoridade. Porém a bíblia determina bem a função de cada um no casamento. O homem vai dar sustento e tomar as decisões e a mulher vai cuidar de seu lar e da sua família. O homem vai amar a sua esposa, um amor sacrificial; e a mulher vai ser submissa a ele e respeitar a decisão dele.
3)      Consumismo à satisfação pessoal
Diante dessa idéia vemos o “individualismo”, o “egoísmo”, a “independência” e a “autossuficiência” crescendo. O casal, ao dizer sim no altar, ele se torna UM. Uma só carne. Além disso, os noivos tomam essa decisão para a satisfação do outro. Tudo que eles fazem deve ser junto e em comunhão. O verbo “ceder” deve haver na relação do casal, e ser recíproco.

Se for fazer um voto, cumpra! Se você disse: “até que a morte nos separe” para seu cônjuge, não ponha um ponto final antes. Entenda que mesmo que haja muita briga e luta no seu casamento, Cristo não quer que haja um fim. Procure socorro nele. Converse com Ele e com seu cônjuge. Se disponha a mudar de atitudes e seja humilde o suficiente para reconhecer seus erros. E, o mais importante, seja a diferença que você quer ver no seu casamento
Não ponha um FIM naquilo que é ETERNO!  







Um pouco mais sobre a pós modernidade e o casamento cristão: http://www.fatadc.com.br/site/revista/7_edicao/Art7.pdf


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A menina da casa de Naamã

Olá meus queridos e minhas queridas!
A paz do Senhor!


A história de Naamã eu já conhecia, mas depois de ler mais uma vez notei algo que ainda não havia percebido.

Muita emoção, nenhuma conversão

A paz do Senhor meus queridos!
Como estão?
_______________________________________

Ao abrir meu painel do blogger hoje me deparei com uma atualização de um dos blogs que sigo, onde a notícia falava sobre uma apresentadora de um programa de televisão que chorou ao ouvir uma música de uma cantora evangélica, que enquanto a cantora fazia sua apresentação a moça ficou muito emocionada e a cantora também, enfim, vocês devem saber quem é.
Então decidi postar sobre isso hoje, falar um pouco sobre o emocionalismo extremo de muitos que se dizem cristãos, mas que após seus momentos maravilhosos na presença de Deus, simplesmente voltam à suas vidas normais. O que realmente deveria acontecer depois de uma emocionante noite de culto ou oração? Por que tantas pessoas choram, pulam, gritam, dançam, sapateiam ... Mas depois disso não há sequer um sinal de mudança na vida delas? Será que chorar ao ouvir lindos louvores significa algo? E se eu não chorar? Quer dizer que não estou sentindo a presença de…

A conversão de C. S. Lewis

Você, provavelmente, já ouviu falar no autor de "As Crônicas de Nárnia". Eu também, desde que conheci um pouco mais sobre ele, tive curiosidade em saber se ele era ateu ou cristão, pois (para bons entendedores) as Crônicas de Nárnia trazem uma mensagem com muitos valores cristãos, mas também contém muitas características duvidosas quanto ao que a história realmente quer transmitir. Então fiquei naquele impasse: Será  que é? Será que não é?

Hoje, decidi procurar um pouco mais sobre a vida dele e sanar minhas dúvidas. Agora quero compartilhar com vocês! Espero que gostem! =D