Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2017

Só Deus sabe conjugar amor, afinal é o próprio verbo Amar!

Helloo Girls!
Que saudadinha de escrever. Eu pensei em vários assuntos pra postar, mas não iniciei nenhum e de repente, estava eu na casa da minhas primas. Nesse dia, estávamos assistindo vários filmes românticos (não estamos apaixonadas kkkkk),e um me chamou a atenção! Provavelmente você já assistiu, "Como se fosse a primeira vez". Chorei muito! E lembrei que eu já tinha feito uma aplicação da nossa vida com o filme "Porto seguro" (Meu primeiro textinho, confere lá...). Decidi fazer novamente. So, let's go!

O filme conta a história de Lucy (Drew Berrymore) e Henry (Adam Sandler). Henry é um veterinário marinho que tem uma fama de "garanhão", mas isso muda quando entra em uma lanchonete e encontra Lucy sentada brincando com a comida. A primeiro momento ele achou estranho, mas se aproximou dela e eles conversaram bastante. Decidiram se encontrar lá novamente. E assim aconteceu. Mas, quando Henry chegou pra conversar com ela, Lucy se afastou assustada.…

Mas o que é Mordomia Cristã?!

Quando você pensa na palavra "mordomia", o que vem a sua mente?
No cenário atual é nítido que o conceito de mordomia divulgado pela imprensa em geral é o de regalias no exercício da função pública. Mas aí você pode me dizer: “ah, mas eu sou cristã né?! E é óbvio que sei que mordomia não é viver uma vida de regalias". Hmm sei, mas sinto em lhe dizer que corremos um grande risco de não estarmos vivendo a mordomia bíblica em sua totalidade .
Aqui trataremos brevemente deste assunto, mas eu a encorajo a fazer um estudo pessoal aprofundado sobre o mesmo, pois tenho certeza que você crescerá muito no desenvolvimento de sua salvação se assim o fizer. Pois bem! Vamos pensar então em duas verdades e partindo delas compreender a mordomia cristã bíblica.

Quem é você?

Caro leitor, hoje quero falar sobre uma questão crucial na vida do cristão. Começo com uma pergunta comum: O que é identidade? (Conjunto de características que diferencia uma pessoa.)
Identidade é umas das questões mais fundamentais do ser humano. Quem sou eu? Para que existo? O mundo nos propõe várias respostas. Antigamente na sociedade, sua identidade dependia da sua classe social ou a qual família você pertencia. Para o Ateísmo, o homem é resultado do caos e o seu único propósito é sobreviver e reproduzir. O evangelho nos mostra quem somos de fato, a identidade permite que a pessoa seja reconhecida. Existem três demandas na vida de alguém: ser o que os outros desejam querem que sejamos, ser o que queremos ser e ser aquilo que Deus deseja que sejamos.

Nós podemos passar uma boa parte da nossa vida tentando ser o que os outros querem que a gente seja, o problema é que muitas vezes tentar ser o que os outros querem que a gente seja se torna uma grande prisão, queremos corresponder às e…

12 de Junho

Me recordo do dia 12 de junho de um tempo atrás. Eu estava lutando pela atenção de alguém, escrevi uma canção para ele que falava sobre a certeza de que pertenceríamos um ao outro para sempre. Eu o entreguei meu coração e dias depois ele não o quis mais, acho bem que ele nunca desejou recebê-lo de verdade. Talvez fosse compromisso demais para exigir de um garoto. Me lembro de como fiquei arrasada! Eu havia depositado todas as minhas esperanças e expectativas. "Apostamos tudo pra não voltar atrás" dizia a minha canção.

A minha missão

Falar sobre missão, a minha missão, não é uma tarefa muito fácil!
Sempre que me esforço a pensar nessa palavra, meu primeiro pensamento é o de uma tarefa, um objetivo a ser alcançado, tanto é que quando um de meus planos alcança sucesso tenho a sensação de missão cumprida.
Mas e quando essa missão diz respeito ao Reino de Deus? Penso que há em mim uma predisposição a enxergar com outros olhos, a refletir mais e a temer mais ao declarar qual, então, é a minha missão.

Uma vida de entrega!

Por que algumas pessoas parecem nunca crescer no Senhor? Por que oscilam de uma calamidade para outra, sem jamais conseguir ultrapassar o nível de sobrevivência? Por que raramente, se é que isso chega a ocorrer, experimentam a alegria do Senhor? O progresso espiritual? Um relacionamento mais íntimo com ele? A liberdade para agir na área de seus talentos? Por que não podem avançar para os propósitos e o destino que Deus tem para elas?

 A resposta, creio, está na palavra "rendição", ou "entrega". Essas pessoas não se renderam completamente a Deus. Não tornaram Jesus Cristo o verdadeiro Senhor de sua vida. 


 Entregar tudo significa dispor-se a dizer: "Senhor, o que quer que desejes que eu faça, farei. Concordo com qualquer coisa que me pedires, mesmo que isso importe em morrer para mim mesma e para meus anseios. Desistirei das coisas que minha carne deseja a fim de ter mais de Ti em minha vida. Orarei quado preferiria ir para a cama. Irei à igreja mesmo que ten…

Às mães!

Compramos presentes, elogiamos, saímos para comer em função das comemorações. Fazemos muitas outras coisas, afinal, é o Dia das Mães!
Mas você sabe o que significa ser mãe?
Ser mãe é trabalhar muito mesmo sem um emprego, sem um salário ou horário fixo, às vezes de manhã, tarde e noite, e até de madrugada!
Ser mãe é abrir mão de muitos desejos próprios pelo que os filhos querem.
Ser mãe não é só dizer "Eu te avisei" quando as coisas dão errado, mas é amar, perdoar e consolar.Ser mãe é insistir mais um pouquinho e aconselhar com paciência aquele filho "cabeça dura".Ser mãe é servir sem esperar ser servida. É ajudar sem querer nada em troca.Ser mãe é amar incondicionalmente.

Existem muitas mães que nunca tiveram filhos biológicos mas que cuidam dos que lhes são confiados como se estivessem ligados desde o ventre. Existem muitas mães espirituais, muitas mães de alunos, mães de funcionários, tantas mães! Ser mãe não é algo apenas comprovado por documento, ser mãe é um estilo…

Páscoa: Ressurreição

Querido leitor,   Hoje falaremos sobre a esperança das esperanças, falaremos sobre que há de mais importante para conhecermos em toda nossa história: a ressurreição de Cristo! Foi Hernandes Dias Lopes quem disse que a ressurreição do Filho de Deus é a melhor notícia que o mundo já ouviu. Confesso que ainda não havia pensado por esta perspectiva, para mim, a cruz sempre foi o ápice do cristianismo, mas do que valeria a morte de Cristo se não houvesse a ressurreição? Durante este mês de Abril, ouvimos falar tanto sobre a Páscoa, todavia, infelizmente o que mais se espalha sobre ela são conceitos completamente equivocados, que desmerecem e prostituem o sublime significado desta data. Até mesmo cristãos se esquecem ou não compreendem o verdadeiro significado da Páscoa. Sei que ao pensarmos na última ceia, na crucificação e na ressurreição, nosso coração tende a se entristecer por lembrarmos dos últimos momentos de Cristo na terra e todo sofrimentos vividos por Ele em nosso lugar, eram noss…

Páscoa: Crucificação

Seguindo a série de publicações sobre a Páscoa, semana passada a nossa querida Mari arrasou no textinho sobre a última ceia e hoje eu venho trazer uma reflexão sobre a crucificação de Cristo. Iremos pensar em quais lições aprendemos, o que podemos aplicar á nossa vida diária, entre outros assuntos sobre essa ação maravilhosa do passado mas que admiramos nos dias atuais! 
"Aí Jesus gritou bem alto:  -Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito!  Depois de dizer isso, ele morreu."  Lucas 23.46




Páscoa: A última (primeira) ceia

Bom dia, boa tarde e boa noite querido leitor!

Hoje damos início à uma série de três postagens sobre a Páscoa. Augustus Nicodemus escreveu certa vez que:
Em termos práticos, os cristãos podem tomar as seguintes atitudes para com as celebrações da Páscoa tão populares em nosso país: (1) rejeitá-las completamente, por causa dos erros, equívocos, superstições e mercantilismo que contaminaram a ocasião; (2) aceitá-las normalmente como parte da cultura brasileira; (3) usar a ocasião para redimir o verdadeiro sentido da Páscoa.¹ Assim como ele, nós do blog DAC, optamos pela última atitude!
Conversaremos aqui sobre três acontecimentos importantes dentre todos os que antecederam a morte e ressurreição de Jesus. Não queremos esgotar o tema, mas refletir com você sobre o que aconteceu e como isso afeta nossa caminhada cristã!

Eu sou de família cristã de origem católica e desde cedo fui ensinada a respeito da importância de cada atitude tomada por Jesus. Depois de a primeira comunhão, todo católi…

Espelho, Espelho Meu...

Você já deve ter ouvido essa frase, não ouviu? "Espelho, espelho meu existe alguém mais bela do que eu? Agora você lembrou? A bruxa má, da história da Branca de neve, que diz isso. Mas o que podemos aprender com ela? Você quer descobrir?  Então vamos para a bíblia...


O Caminho será escuro, mas Cristo é a luz do mundo!

Querido leitor, hoje quero falar sobre algo que temos de sobra ao longo da vida: sofrimento! Foi o pregador inglês C. H. Spurgeon quem disse: "nossos sofrimentos são a oficina de Deus". Ora, mas como assim?
Apenas pensar na palavra já é um exercício por vezes difícil que nos traz a memória diversas situações que vivemos e que gostaríamos de esquecer. Mas calma, talvez seja esse o ponto onde erramos, talvez seja a nossa forma de compreender o sofrimento que esteja errada. Minha intenção aqui não é fazer você remoer todas estas coisas e nem oferecer uma solução banal para os seus problemas, mas lembrar você de quem Cristo é e do que Ele promete.

Cartas para o coração: Quando se sentir sozinha...

Estou há um mês e meio morando fora de casa. Tenho 20 anos e isso nunca aconteceu antes, era difícil conseguir permissão para dormir na casa "dazamigas", então morar em outro estado foi um divisor de águas na minha casa, minha família e minha vida! Sou do interior de São Paulo e precisei me mudar para a capital do Rio de Janeiro para estudar no Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil (atual Faculdade Batista do Rio de Janeiro). Até chegar onde estou muitas coisas aconteceram e, se Deus quiser, um dia contarei com mais detalhes para vocês! Ainda estou num tempo de adaptação e com certeza sou um bebê no quesito "experiência", é cedo pra falar do que estou começando a aprender! Hoje, porém, gostaria de falar o que eu gostaria de ouvir antes de vir pra cá e mesmo antes de qualquer situação em que eu me sentiria sozinha mesmo no meio de tantas pessoas, sem propósitos mesmo com tantas responsabilidades. 

Da vida, o melhor!

Caro leitor, essa é minha primeira reflexão no blog e é com muito prazer que peço-lhe licença para compartilhar algumas experiências e percepções que tenho sobre a vida cristã e a vida cotidiana que, na verdade, são uma coisa só.
Confesso que tive algumas dúvidas sobre o que escrever, já que existem inúmeros pontos cruciais da caminhada cristã que podem ser abordados, mas existe um assunto que tem tomado conta dos meus dias, algo que geralmente passa despercebido na nossa rotina.

Criando raízes

Portanto, assim como vocês receberam Cristo Jesus, o Senhor, continuem a viver nele, enraizados e edificados nele, firmados na fé, como foram ensinados, transbordando de gratidão. Colossenses 2:6-7  Ouvi uma reflexão sobre esses versículos há uns dias e algo me chamou a atenção. Fui atraída pela palavra "Enraizar" e a grande lição por trás dela.

Cartas para o coração: Quando estiver cansada... (Mas não fisicamente)

Uma hora ou outra a gente cansa. Podemos até dormir as tão recomendadas 8 horas e o corpo ainda pesa, quem sabe seja o peso das responsabilidades, das preocupações, das ansiedades.
A gente quer dormir e acordar daqui uns 5 anos! A gente cansa de inventar tanta coisa pra fazer e depois não dar conta, cansa de insistir naquela pessoa ou situação que parece que não vai pra frente, a gente cansa até da gente mesma!

E nessa de cansar, nós vamos olhando pra nós e curtindo a miséria de nós mesmas. Nos sentimos injustiçadas pela vida, é tudo tão difícil pra nós, oh céus! Não seremos capazes!

Nesse ponto, o desespero cega nossa capacidade de resolver problemas, é isso que olhar demais pra nós e de menos pra Deus faz. A gente desfoca, fica com tudo e nada na cabeça. Negócio doido!

Como diria Marcela Taís: muita calma nessa alma!

A primeira coisa a fazer

Nosso Porto Seguro

Olá Meninas, esse é o meu primeiro post no blog e espero que gostem!
Não sei vocês, mas eu curto muito filme romântico, e hoje eu gostaria de trazer uma lição que aprendemos com um filme (que vocês já devem ter visto) do Nicholas Sparks, Um Porto Seguro.
Essa é a história de uma moça chamada Kate, que é casada com um policial e é abusada por ele, até que um dia ela o feriu com uma faca e fugiu para uma cidadezinha muito pequena. Ele tenta encontra-la mas não consegue (só no final rs). Enquanto Kate está nessa cidade, ela encontra um rapaz, chamado Alex, que se interessa por ela. E conhece a única vizinha dela, a querida Jo que a incentiva a gostar de Alex. É melhor assistirem porque eu não vou contar o final!

Mais uma porta

Meus lindos! Mais uma vez nos encontramos nesse caso de amor ao blog, e à Deus principalmente! Lembro-me de escrever da última vez no ano passado e te todas as coisas que se sucederam! Não deixei de amar o blog, tampouco de amar a Deus (Deus me livre de não amá-lo!). 
Acredito muito que Deus nos permita momentos de silêncio, de viver experiências novas, de aprender, de errar e consertar, e todo o tempo que passei um pouco quietinha aqui foi necessário pra me fazer crescer em muita coisa e tomar muitas decisões, algumas delas irei contando pra vocês com o tempo!  Mas cara! Graças à Deus fechamos a porta de um ano e entramos em outra e eu gostaria de falar sobre isso hoje! Posso contar com vocês?

Uma das coisas que mais me intrigou e encantou no ano de 2016 foi aprender sobre a soberania de Deus. Muita gente lida muito bem com isso, muita gente nunca nem ouviu falar. Eu tinha uma visão bem vaga sobre o assunto e nunca precisei acreditar tanto nela!  Dizer que Deus é soberano é afirmar q…