Pular para o conteúdo principal

Postagens

Eu, eu mesmo e Pedro

Agora não compreendes o que eu faço, mas depois entenderás.
Em uma conversa casual, refletindo sobre este versículo, algo nos chamou a atenção.  Já ouvimos em muitas aplicações como temos atitudes semelhantes às dos personagens bíblicos, Adão é aquele citado para falar de quem não assume a responsabilidade dos seus atos e sempre joga a culpa em outra pessoa, ou Jonas quando foge do chamado de Deus, ou Moisés que sempre coloca um empecilho para aceitar a missão que Deus lhe confiou... A reflexão de hoje nos aproxima mais uma vez de um personagem bíblico e nos traz algumas lições. Vamos juntos?
Postagens recentes

Seguindo os passos de Cristo!

Boa noite meninas, gostaria de compartilhar com vocês uma situação que vi hoje e tirei uma lição pra minha vida.
No começo desse ano fiz um curso de babá, porque amo muito trabalhar com crianças. Então, uma querida amiga da igreja me pediu pra cuidar dos dois filhos maravilhosos dela. Aceitei né, lógico!!  Um é mais velho (Fulano) e o outro 3 anos mais novo (ciclano). O Ciclano ainda não fala tão bem, mas dei tanta risada vendo-o imitar seu irmão. Ele copiava TUDO. Mas não é por maldade, ou outra coisa. É porque ele via que, o que o outro fazia era legal e correto. 

Isso me fez refletir! A ordem de Cristo para nós é: "sejam meus imitadores" (1 Co 11.1).   Fico triste em pensar na dificuldade que temos em obedecer essa ordem. Deus já nos deu os mandamentos prontos, já nos deu a bíblia com os evangelhos contando a vida de Jesus na terra, e deixou o Espírito Santo pra nos convencer do pecado, da justiça e do juízo. Ele nos "deu tudo de mãos atadas", como diz o ditado.…

Carta para o coração que se partiu e ainda bate

Querido leitor, hoje quero falar sobre algo tão corriqueiro dos nossos dias e que ao mesmo tempo é crucial. Vivemos tão ocupados e enlouquecidos com as nossas rotinas e não nos damos conta do porque fazemos o que fazemos, não é?! Longe de querer ser clichê com esse assunto, escrevo com todo o temor que há no meu coração.
 Quantas vezes ao longo dessa estrada que é viver nos deparamos com inúmeras situações, algumas já planejadas por nossas ambições, outras, no entanto parecem cair como uma bomba na nossa direção e que inevitavelmente explode nos machucando, tirando a nossa paz e segurança. E sabemos que entre essas duas opções, as que mais acontecem são as que nos ferem, seja em forma de perda, ansiedade, relacionamentos, profissão, igreja, ministério, sonhos! Ah! Querido leitor, são tantas coisas que enfrentamos no cotidiano, tenho certeza que dariam ótimas histórias para o livro da vida.
O que desejo tratar aqui é o porquê de algumas aflições, afirmo que não tenho resposta para todas …

Só Deus sabe conjugar amor, afinal é o próprio verbo Amar!

Helloo Girls!
Que saudadinha de escrever. Eu pensei em vários assuntos pra postar, mas não iniciei nenhum e de repente, estava eu na casa da minhas primas. Nesse dia, estávamos assistindo vários filmes românticos (não estamos apaixonadas kkkkk),e um me chamou a atenção! Provavelmente você já assistiu, "Como se fosse a primeira vez". Chorei muito! E lembrei que eu já tinha feito uma aplicação da nossa vida com o filme "Porto seguro" (Meu primeiro textinho, confere lá...). Decidi fazer novamente. So, let's go!

O filme conta a história de Lucy (Drew Berrymore) e Henry (Adam Sandler). Henry é um veterinário marinho que tem uma fama de "garanhão", mas isso muda quando entra em uma lanchonete e encontra Lucy sentada brincando com a comida. A primeiro momento ele achou estranho, mas se aproximou dela e eles conversaram bastante. Decidiram se encontrar lá novamente. E assim aconteceu. Mas, quando Henry chegou pra conversar com ela, Lucy se afastou assustada.…

Mas o que é Mordomia Cristã?!

Quando você pensa na palavra "mordomia", o que vem a sua mente?
No cenário atual é nítido que o conceito de mordomia divulgado pela imprensa em geral é o de regalias no exercício da função pública. Mas aí você pode me dizer: “ah, mas eu sou cristã né?! E é óbvio que sei que mordomia não é viver uma vida de regalias". Hmm sei, mas sinto em lhe dizer que corremos um grande risco de não estarmos vivendo a mordomia bíblica em sua totalidade .
Aqui trataremos brevemente deste assunto, mas eu a encorajo a fazer um estudo pessoal aprofundado sobre o mesmo, pois tenho certeza que você crescerá muito no desenvolvimento de sua salvação se assim o fizer. Pois bem! Vamos pensar então em duas verdades e partindo delas compreender a mordomia cristã bíblica.

12 de Junho

Me recordo do dia 12 de junho de um tempo atrás. Eu estava lutando pela atenção de alguém, escrevi uma canção para ele que falava sobre a certeza de que pertenceríamos um ao outro para sempre. Eu o entreguei meu coração e dias depois ele não o quis mais, acho bem que ele nunca desejou recebê-lo de verdade. Talvez fosse compromisso demais para exigir de um garoto. Me lembro de como fiquei arrasada! Eu havia depositado todas as minhas esperanças e expectativas. "Apostamos tudo pra não voltar atrás" dizia a minha canção.

A minha missão

Falar sobre missão, a minha missão, não é uma tarefa muito fácil!
Sempre que me esforço a pensar nessa palavra, meu primeiro pensamento é o de uma tarefa, um objetivo a ser alcançado, tanto é que quando um de meus planos alcança sucesso tenho a sensação de missão cumprida.
Mas e quando essa missão diz respeito ao Reino de Deus? Penso que há em mim uma predisposição a enxergar com outros olhos, a refletir mais e a temer mais ao declarar qual, então, é a minha missão.