Pular para o conteúdo principal

Amor..... ah o amor!


 Tão difícil de explicar ou resumir, talvez eu nem saiba ainda o que ele realmente é, talvez eu sinta, talvez eu veja, mas não posso dizer ao certo o que é. O amor foi tão banalizado, qualquer um que te conhece já diz que te ama, mas não te conhece por inteiro, não sabe seus mais profundos sonhos, seus segredos, suas vontades, talvez ele saiba seu msn, seu número de telefone, mas e o que você realmente pensa? Ele sabe? Ele se preocupa com você de verdade? Morreria por você?
Como seria a vida se todos amassem de verdade? Não sei nem se eu mesma amo.
O amor... Ah o amor!
Que vontade de ver que ele ainda existe entre as pessoas, que amizade de verdade só existe com amor, que família de verdade só existe com amor, que namoro de verdade só existe com amor e que amor de verdade não é sentimento, não é mão suada ou nó na garganta, amor de verdade é atitude, e isso seu ficante não pode dar, e isso seu amigo de baladas não pode dar.

O amor incondicional e verdadeiro que eu preciso foi demonstrado apenas uma vez, e depois dessa, nenhum outro ato precisaria ser feito, nada mais. Ele foi capaz de se negar totalmente, de assumir as consequências de uma total renúncia de si para que eu fosse feliz hoje, Ele, e somente Ele é o maior exemplo de amor, na verdade, Ele é o amor, sem Ele nada faria sentido.
 Quer amar de verdade? Quem sentir o amor? O verdadeiro amor? 
É, eu também! Agora, me deixe te falar uma coisa: Não existe amor de verdade longe de Cristo, sem Ele o tempo desgasta todas as coisas e tira delas o cheirinho de novas, faz com que nos enjoemos aos poucos de tudo e nos deixa com um grande sentimento de insatisfação. Mas com Cristo podemos sentir o verdadeiro e maravilhoso amor, que não se explica, mas que se vive. Busque o amor dele em primeiro lugar, queira acima de tudo amar, amar e amar como Ele fez, o amor foi a chave para a Salvação.
 Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro; 1 Pedro 1:22
Deus abençoe!
#AmeAmeAme
Mari


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A menina da casa de Naamã

Olá meus queridos e minhas queridas!
A paz do Senhor!


A história de Naamã eu já conhecia, mas depois de ler mais uma vez notei algo que ainda não havia percebido.

Só Deus sabe conjugar amor, afinal é o próprio verbo Amar!

Helloo Girls!
Que saudadinha de escrever. Eu pensei em vários assuntos pra postar, mas não iniciei nenhum e de repente, estava eu na casa da minhas primas. Nesse dia, estávamos assistindo vários filmes românticos (não estamos apaixonadas kkkkk),e um me chamou a atenção! Provavelmente você já assistiu, "Como se fosse a primeira vez". Chorei muito! E lembrei que eu já tinha feito uma aplicação da nossa vida com o filme "Porto seguro" (Meu primeiro textinho, confere lá...). Decidi fazer novamente. So, let's go!

O filme conta a história de Lucy (Drew Berrymore) e Henry (Adam Sandler). Henry é um veterinário marinho que tem uma fama de "garanhão", mas isso muda quando entra em uma lanchonete e encontra Lucy sentada brincando com a comida. A primeiro momento ele achou estranho, mas se aproximou dela e eles conversaram bastante. Decidiram se encontrar lá novamente. E assim aconteceu. Mas, quando Henry chegou pra conversar com ela, Lucy se afastou assustada.…

A conversão de C. S. Lewis

Você, provavelmente, já ouviu falar no autor de "As Crônicas de Nárnia". Eu também, desde que conheci um pouco mais sobre ele, tive curiosidade em saber se ele era ateu ou cristão, pois (para bons entendedores) as Crônicas de Nárnia trazem uma mensagem com muitos valores cristãos, mas também contém muitas características duvidosas quanto ao que a história realmente quer transmitir. Então fiquei naquele impasse: Será  que é? Será que não é?

Hoje, decidi procurar um pouco mais sobre a vida dele e sanar minhas dúvidas. Agora quero compartilhar com vocês! Espero que gostem! =D