Pular para o conteúdo principal

Páscoa: Crucificação

Seguindo a série de publicações sobre a Páscoa, semana passada a nossa querida Mari arrasou no textinho sobre a última ceia e hoje eu venho trazer uma reflexão sobre a crucificação de Cristo. Iremos pensar em quais lições aprendemos, o que podemos aplicar á nossa vida diária, entre outros assuntos sobre essa ação maravilhosa do passado mas que admiramos nos dias atuais! 

"Aí Jesus gritou bem alto: 
-Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito! 
Depois de dizer isso, ele morreu." 
Lucas 23.46







Quando nos deparamos com a notícia do falecimento de alguém já nos assustamos! E agora mesmo, enquanto escrevia esse texto meu pai contou que uma mulher morreu atropelada aqui no meu bairro, eu não conheço a moça mas já me apavorei, imagina se fosse um ente querido ou alguém conhecido.
Agora, se coloca no lugar de Maria, mãe de Jesus, vendo o seu filho inocente morrer. Qual seria a sua reação?

"Perto da cruz de Jesus estavam sua mãe, 
a irmã dela, Maria, mulher de Clopas,
 e Maria Madalena."
 João 19.25

A morte de Cristo pode até nos trazer um sentimento de tristeza, mas aliado a isso ela nos traz a certeza de que essa ação foi por amor! 

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna."
João 3.16 

Jesus já sabia por tudo o que Ele ia passar, pelas pessoas que iam acusá-lo. Mas, mesmo assim ele se entregou, se calou, não murmurou e obedeceu a vontade do Pai que estava no céu. 

"Tenham entre vocês o mesmo modo de pensar que Cristo Jesus tinha: 
Ele tinha a natureza de Deus,
mas não tentou ficar igual a Deus. Pelo contrário, ele abriu mão
de tudo o que era seu
e tomou a natureza de servo,
tornando-se assim
igual aos seres humanos.
E, vivendo a vida comum de um ser humano, ele foi humilde e obedeceu a Deus
até a morte
— morte de cruz."
Filipenses 2:5-8

Jesus era inocente, aqueles que julgaram eram culpados, mas o Salvador não deixou de derramar o seu Sangue naquela cruz e de passar por tanta dor que nós nunca poderíamos suportar, NUNCA!

"Então Pilatos disse aos chefes dos sacerdotes e à multidão:
— Não encontro nenhum motivo para condenar este homem."
Lucas 23:4

Jesus nos ensinou a perdoar, mesmo aqueles que nos acusam. Ele nos perdoou, mediante a obra de
seu Filho feita na cruz em nosso favor. Amor e perdão sempre caminham juntos. 

"Pelo contrário, sejam bons e atenciosos uns para com os outros.
E perdoem uns aos outros, assim como Deus,
por meio de Cristo, perdoou vocês."
Efésios 4:32

Jesus nos ensinou a amar incondicionalmente a todos, até os nossos inimigos.

"O meu mandamento é este: amem uns aos outros como eu amo vocês.
Ninguém tem mais amor pelos seus amigos

do que aquele que dá a sua vida por eles."
João 15:12-13

Jesus nos ensinou, que mesmo nas horas difíceis, devemos falar com nosso Pai e clamar o nome
dEle. Porque Ele sempre nos responderá!

"Antes mesmo que me chamem, eu os atenderei;
antes mesmo de acabarem de falar, eu responderei."
Isaías 65:24


Jesus não teve vergonha de morrer e sofrer na frente de todos, então não devemos ter vergonha de falar desse amor demonstrado lá na cruz para os outros. 

"Eu não tenho o direito de ficar orgulhoso por anunciar o evangelho.
Afinal de contas, fazer isso é minha obrigação.
Ai de mim se não anunciar o evangelho!"
1 Coríntios 9:16

Jesus nos mostrou que com o Pai somos capazes de passar por todas as aflições que o mundo coloca
no nosso caminho.

"“Eu disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz.
Neste mundo vocês terão aflições; contudo,
 tenham ânimo! Eu venci o mundo”."
João 16:33

Jesus confiou no Senhor, não se preocupou, nem teve medo. Ele só descansou!

"Então Jesus afirmou:
— Eu sou a ressurreição e a vida.
Quem crê em mim, ainda que morra, viverá;"
João 11:25

Quão bom é ter a certeza de tudo isso que Deus nos ensinou com sacrifício de seu filho na cruz!

Para finalizar, quero deixar uma frase e uma música para você refletir!

Se Cristo morreu por pecadores (nós), a única coisa que podemos fazer para (tentar) retribuir é:
VIVER OS NOSSOS DIAS TOTALMENTE A ELE, NÃO NOS ENVERGONHAR DE
ESPALHAR
 
O TEU AMOR E ESTAR DISPOSTOS A MORRER POR ELE (se preciso for)! 
video

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A menina da casa de Naamã

Olá meus queridos e minhas queridas!
A paz do Senhor!


A história de Naamã eu já conhecia, mas depois de ler mais uma vez notei algo que ainda não havia percebido.

Páscoa: Ressurreição

Querido leitor,   Hoje falaremos sobre a esperança das esperanças, falaremos sobre que há de mais importante para conhecermos em toda nossa história: a ressurreição de Cristo! Foi Hernandes Dias Lopes quem disse que a ressurreição do Filho de Deus é a melhor notícia que o mundo já ouviu. Confesso que ainda não havia pensado por esta perspectiva, para mim, a cruz sempre foi o ápice do cristianismo, mas do que valeria a morte de Cristo se não houvesse a ressurreição? Durante este mês de Abril, ouvimos falar tanto sobre a Páscoa, todavia, infelizmente o que mais se espalha sobre ela são conceitos completamente equivocados, que desmerecem e prostituem o sublime significado desta data. Até mesmo cristãos se esquecem ou não compreendem o verdadeiro significado da Páscoa. Sei que ao pensarmos na última ceia, na crucificação e na ressurreição, nosso coração tende a se entristecer por lembrarmos dos últimos momentos de Cristo na terra e todo sofrimentos vividos por Ele em nosso lugar, eram noss…

Páscoa: A última (primeira) ceia

Bom dia, boa tarde e boa noite querido leitor!

Hoje damos início à uma série de três postagens sobre a Páscoa. Augustus Nicodemus escreveu certa vez que:
Em termos práticos, os cristãos podem tomar as seguintes atitudes para com as celebrações da Páscoa tão populares em nosso país: (1) rejeitá-las completamente, por causa dos erros, equívocos, superstições e mercantilismo que contaminaram a ocasião; (2) aceitá-las normalmente como parte da cultura brasileira; (3) usar a ocasião para redimir o verdadeiro sentido da Páscoa.¹ Assim como ele, nós do blog DAC, optamos pela última atitude!
Conversaremos aqui sobre três acontecimentos importantes dentre todos os que antecederam a morte e ressurreição de Jesus. Não queremos esgotar o tema, mas refletir com você sobre o que aconteceu e como isso afeta nossa caminhada cristã!

Eu sou de família cristã de origem católica e desde cedo fui ensinada a respeito da importância de cada atitude tomada por Jesus. Depois de a primeira comunhão, todo católi…