Pular para o conteúdo principal

Constrangida pelo amor?


Você já se viu naquela situação em que alguém está perdidamente apaixonado por você e você não corresponde ao sentimento? O cara faz de tudo pra você se sentir bem e amada, ele quer te impressionar, algumas vezes até faz coisas doidas (quem sabe uma serenata na frente do colégio todo ou chora na frente de você e suas amigas implorando uma chance). Ou então já aconteceu de você desconfiar de alguém pensando que a pessoa está querendo aproveitar da sua boa vontade ou de alguma coisa que você tem quando na verdade está só sendo legal e querendo te ajudar?
São tipo de situações que nos deixam constrangidas, meio poker faces, até envergonhadas e sem saber o que fazer.


Paulo escreveu à igreja de Corinto que o amor de Cristo nos constrange (2ª Cor 5:14). Sabe porquê?
Deus fez uma coisa louca por nós: Deus tornou pecado por nós aquele que não tinha pecado, para que nele fôssemos justificados, para que nos tornássemos justos, perdoados por Deus (2 Cor 5:21). 
E por que ser justificado? Porque nós pecamos, todos os dias, nós falhamos e isso cultiva em nós um peso, uma culpa pelo erro, e sim, nós continuaremos falhando mas graças a Deus podemos ter perdão! No mesmo capítulo, Paulo diz que Deus em Cristo estava reconciliando consigo o mundo, não levando em conta os pecados dos homens (2 Cor 5:19).

Nós amamos condicionalmente: "Porque meu amigo me ama, eu sou capaz de retribuir o amor". Deus nos ama incondicionalmente, ele não levou em conta nossos pecados quando nos amou através de Cristo na cruz, a cruz era a pior e mais humilhante condenação naquele tempo, era destinada aos mais cruéis criminosos e Jesus não tinha motivo algum para ser crucificado, em toda a sua vida ele só disse a verdade e pregou o Deus verdadeiro que poderia trazer paz e descanso aos que estavam oprimidos e exaustos e ainda assim ele foi condenado e morto, mas venceu a morte e ressuscitou para nos provar que ele pode todas as coisas! E ele morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou (2 Cor 5:15).

É por isso que o amor de Cristo nos constrange, é muito mais do que merecemos mas ainda assim ele escolheu nos amar! E o que faremos com esse amor? 
De agora em diante, a ninguém mais consideramos do ponto de vista humano. Ainda que antes tenhamos considerado a Cristo dessa forma, agora já não o consideramos assim.Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!Tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, ou seja, que Deus em Cristo estava reconciliando consigo o mundo, não lançando em conta os pecados dos homens, e nos confiou a mensagem da reconciliação.Portanto, somos embaixadores de Cristo, como se Deus estivesse fazendo o seu apelo por nosso intermédio. Por amor a Cristo lhes suplicamos: Reconciliem-se com Deus.Deus tornou pecado por nós aquele que não tinha pecado, para que nele nos tornássemos justiça de Deus.
2 Coríntios 5:16-21
Amar é um verbo de ação, Deus me ama e me perdoa, consequentemente sou capaz de amar e aceitar a mensagem que me foi confiada, tenho de agora em diante uma missão: levar a mensagem da reconciliação, do perdão que me alcança todos os dias e que pode alcançar a todos! E não mais constrangida e sim perdoada e amada posso seguir na paz do meu Salvador! :)


Deus abençoe!
Com amor,
Mari

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A menina da casa de Naamã

Olá meus queridos e minhas queridas!
A paz do Senhor!


A história de Naamã eu já conhecia, mas depois de ler mais uma vez notei algo que ainda não havia percebido.

Eu, eu mesmo e Pedro

Agora não compreendes o que eu faço, mas depois entenderás.
Em uma conversa casual, refletindo sobre este versículo, algo nos chamou a atenção.  Já ouvimos em muitas aplicações como temos atitudes semelhantes às dos personagens bíblicos, Adão é aquele citado para falar de quem não assume a responsabilidade dos seus atos e sempre joga a culpa em outra pessoa, ou Jonas quando foge do chamado de Deus, ou Moisés que sempre coloca um empecilho para aceitar a missão que Deus lhe confiou... A reflexão de hoje nos aproxima mais uma vez de um personagem bíblico e nos traz algumas lições. Vamos juntos?

Se não fosse o Senhor

Última semana de dezembro, você olha para trás e lembra de tudo o que já te aconteceu, faz uma retrospectiva de todos os fatos, desde que fez menção aos "Planos para 2011"; por fim você só pode dizer uma frase:
"Se não fosse o Senhor..."