Pular para o conteúdo principal

4 anos ? *O*

Quatro anos de Destinadas ao céu, quatro anos que estamos caminhando pro nosso destino, o céu.
E me lembro que há quatro anos foi quando comecei essa caminhada. Bom, vou contar um pouquinho de como foi isso rs’

Há quatro anos em 2010, estava andando perdidamente, tinha 13 anos e mesmo com pouca idade já tinha feito muitas coisas. Ia às festinhas, baladinhas, ficava, andava com más companhias, tinha projetos e desejos completamente fora da vontade de Deus, enfim estava andando perdidamente.
Era católica desde que nasci, eu e toda minha família, meus pais e meus irmãos. Desde que me entendo por gente eu odiava “crentes”, era um ódio tremendo, não gostava de vê-los na rua, batendo na porta das pessoas, em seus cultos etc. E sempre dizia: “nunca vou ser crente”.
Quebrei muito a boca com essa frase hahaha.

Minha vizinha que se chama Malvina, membra da Primeira Igreja Batista em Moreira César, uma senhora muito simpática. Certo dia convidou minha irmã Bruna para ir um dia no culto com ela, ela foi e gostou muito da igreja, do culto. Ela começou a ir de verdade lá, e chegava em casa e falava muito das coisas que ela estava vivendo na igreja. Porém, todas as vezes que ela chegava e falava, eu e meu irmão zoavamos muito ela por que estava indo na igreja e participando de coisas de crente, e dizia: “vai virar crente agora?”

Ela me convidava, mas nunca ia, ela começou a contar das coisas que estava vivendo com Deus e como Deus estava mudando sua vida. E então fui conhecer, mas nunca imaginei como iria gostar. Comecei a ouvir o evangelho da salvação, e conhecer esse Deus que nunca imaginei como Ele realmente é. E entreguei minha vida para Ele.

E eu sou eternamente grata pelo seu amor por mim, que não merecia nada do seu amor, e o seu Sangue é capaz de lavar e limpar qualquer vida.
Se você ainda não conhece de verdade esse Deus vivo, se entregue a Ele, Ele é capaz de mudar qualquer história. Ele pode mudar a sua vida.

Deus te abençoe!

Isabela Matos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A menina da casa de Naamã

Olá meus queridos e minhas queridas!
A paz do Senhor!


A história de Naamã eu já conhecia, mas depois de ler mais uma vez notei algo que ainda não havia percebido.

Eu, eu mesmo e Pedro

Agora não compreendes o que eu faço, mas depois entenderás.
Em uma conversa casual, refletindo sobre este versículo, algo nos chamou a atenção.  Já ouvimos em muitas aplicações como temos atitudes semelhantes às dos personagens bíblicos, Adão é aquele citado para falar de quem não assume a responsabilidade dos seus atos e sempre joga a culpa em outra pessoa, ou Jonas quando foge do chamado de Deus, ou Moisés que sempre coloca um empecilho para aceitar a missão que Deus lhe confiou... A reflexão de hoje nos aproxima mais uma vez de um personagem bíblico e nos traz algumas lições. Vamos juntos?

Muita emoção, nenhuma conversão

A paz do Senhor meus queridos!
Como estão?
_______________________________________

Ao abrir meu painel do blogger hoje me deparei com uma atualização de um dos blogs que sigo, onde a notícia falava sobre uma apresentadora de um programa de televisão que chorou ao ouvir uma música de uma cantora evangélica, que enquanto a cantora fazia sua apresentação a moça ficou muito emocionada e a cantora também, enfim, vocês devem saber quem é.
Então decidi postar sobre isso hoje, falar um pouco sobre o emocionalismo extremo de muitos que se dizem cristãos, mas que após seus momentos maravilhosos na presença de Deus, simplesmente voltam à suas vidas normais. O que realmente deveria acontecer depois de uma emocionante noite de culto ou oração? Por que tantas pessoas choram, pulam, gritam, dançam, sapateiam ... Mas depois disso não há sequer um sinal de mudança na vida delas? Será que chorar ao ouvir lindos louvores significa algo? E se eu não chorar? Quer dizer que não estou sentindo a presença de…