Pular para o conteúdo principal

Tô na MODA?

Parei pra pensar em como é bom o verão, férias, praia, sol... e aquele calor que nos faz querer estar bem à vontade, usar roupas bem leves e fresquinhas. Mas é importante escolher bem, porque até mesmo o modo como nos vestimos, como nos arrumamos, diz sobre aquilo que somos e não podemos esquecer que somos templos do Espírito Santo, portanto também somos filhas de Deus. Somos chamadas a ser diferentes! E como ser diferente?
Para isso sempre busquei exemplos, e percebi que o maior deles é Maria (mãe de Jesus), ela soube fazer a diferença, sendo menina, sendo mulher. Maria, além de ser uma mulher bela, trazia também um diferencial: sua pureza. E com seu modo de ser ela contagiava as pessoas que estavam a sua volta.
É preciso estar ligadinha na maneira como você se veste, se arruma, se comporta, até porque muitas vezes não vemos maldade numa determinada roupa que vestimos, mas não podemos esquecer que os meninos, os homens  são sensíveis ao olhar e sem querer acabamos fazendo-os pecar.
Ao entrar na Canção Nova aprendi muitas coisas e uma delas é que preciso ser uma mulher encantadora e não sedutora. Assim era Maria, e como ela somos chamadas a santificar o lugar onde vivemos com o nosso jeito de ser femininas, bonitas, bem arrumadas, mas trazendo em nós a pureza, a beleza de ser de Deus. Isso é o que o mundo mais precisa hoje, de meninas e mulheres que tenham essa coragem de ser valorizadas por aquilo que são e não por aquilo que expôe do seu corpo, que na verdade acaba por desvalorizá-las.
É um desafio, ainda mais nessa época do ano em que tudo nos convida a usar roupas mais curtas, shorts e blusas pequenas, decotes. Mas posso dizer uma coisa?! Esse é um desafio que vale a pena, pois se 'ser bem da hora é ser de Deus', por que não mostrar que sou de Deus também na maneira como me visto? Seja criativa, feminina, se arrume, se perfuma e deixe as realidades a sua volta muito mais bonitas com sua presença e sua pureza.
Lembre-se que a maior beleza que você traz não é só a física, mas é essa que existe dentro do seu coração.
Esse é o convite que faço: que como Maria encantemos o mundo com a beleza de sermos meninas, mulheres e de Deus!!!


Deus nos abençõe!
Com carinho,
Rafaela


Olá meninas! A paz de Jesus!
Essa matéria foi tirada do 'Almanaque Bem da Hora de Férias' (você encontra para comprar aqui), eu achei interessante e queria compartilhar com vocês ^^. Espero que gostem da dica >>Garotas encantadoras e não sedutoras<<
Bjus
Fiquem com Deus
Mari... ;*

Comentários

  1. Ah eu concordo. Temos que ser diferentes , não só na maneira de andar , de falar , mas também na maneira de se vestir. Devemos glorificar a Deus em tudo ;D

    ResponderExcluir
  2. Amém querida!
    Muito obrigada pelo comentário!
    Deus te abençoe!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Olá!!
Sinta-se livre para expressar sua opinião sobre o que leu aqui, queremos mesmo saber o que você pensa!
Muito obrigada pela visita e pelo comentário!
Deus te abençoe! ♥
DAC

Postagens mais visitadas deste blog

A menina da casa de Naamã

Olá meus queridos e minhas queridas!
A paz do Senhor!


A história de Naamã eu já conhecia, mas depois de ler mais uma vez notei algo que ainda não havia percebido.

Eu, eu mesmo e Pedro

Agora não compreendes o que eu faço, mas depois entenderás.
Em uma conversa casual, refletindo sobre este versículo, algo nos chamou a atenção.  Já ouvimos em muitas aplicações como temos atitudes semelhantes às dos personagens bíblicos, Adão é aquele citado para falar de quem não assume a responsabilidade dos seus atos e sempre joga a culpa em outra pessoa, ou Jonas quando foge do chamado de Deus, ou Moisés que sempre coloca um empecilho para aceitar a missão que Deus lhe confiou... A reflexão de hoje nos aproxima mais uma vez de um personagem bíblico e nos traz algumas lições. Vamos juntos?

Muita emoção, nenhuma conversão

A paz do Senhor meus queridos!
Como estão?
_______________________________________

Ao abrir meu painel do blogger hoje me deparei com uma atualização de um dos blogs que sigo, onde a notícia falava sobre uma apresentadora de um programa de televisão que chorou ao ouvir uma música de uma cantora evangélica, que enquanto a cantora fazia sua apresentação a moça ficou muito emocionada e a cantora também, enfim, vocês devem saber quem é.
Então decidi postar sobre isso hoje, falar um pouco sobre o emocionalismo extremo de muitos que se dizem cristãos, mas que após seus momentos maravilhosos na presença de Deus, simplesmente voltam à suas vidas normais. O que realmente deveria acontecer depois de uma emocionante noite de culto ou oração? Por que tantas pessoas choram, pulam, gritam, dançam, sapateiam ... Mas depois disso não há sequer um sinal de mudança na vida delas? Será que chorar ao ouvir lindos louvores significa algo? E se eu não chorar? Quer dizer que não estou sentindo a presença de…