Pular para o conteúdo principal

Por que não é como em Contos de Fadas?


Toda garota, geralmente quando criança, têm seu sonho de princesa, algumas vivem brincando que tem seus reinos, seus príncipes e vivem suas vidas sem problemas ou dificuldades (eu era dessas! rsrs), ou tem aquelas que vivem aventuras espetaculares, têm seus cavalos super velozes e que salvam o mundo milhões de vezes. É gostoso demais não éh?! Mas por que será que quando crescemos as coisas não permanecem assim? Por que será que, principalmente na adolescência (período de muitas mudanças) nos sentimos em alguns momentos tão vulneráveis? Percebemos que o príncipe encantado está (de acordo com o nosso ponto de vista) demorando tanto ou não conseguimos mais derrotar os problemas como quando derrotávamos os vilões que queriam dominar o mundo.
Acho que algo que não aprendemos quando crianças (e nem deveríamos ter aprendido) é que a vida não é tão fácil quanto parece.
Porém, existem dicas infalíveis das quais não nos lembramos quando estamos passando por momentos complicados e esse é um grande erro que cometemos, uma dessas dicas está em João 16:33: “No mundo haveis de ter aflições. Coragem! Eu venci o mundo.” Fomos avisadas de que teríamos problemas e aflições pois Jesus no seu ministério aqui na Terra pode vivenciar o que é ser um ser humano, mesmo sendo Deus, ele sentiu fome, sentiu dor, quando adolescente sentiu que sua voz, seu corpo e sua mente estavam mudando, ele não falava e nem pensava mais como uma criança de 8 anos, ele teve também seus 13, 15, 18 anos, mas o que nos diferencia dele é justamente que Ele nunca (NUNCA! Leu bem?! rsrs) se esqueceu que seu Pai estava com Ele.

Como seres humanos, somos fracos e precisamos assumir essa fraqueza para que Deus seja a nossa força e nos dê o impulso e o direcionamento para passar pelo vale da sombra da morte com a certeza de que não temos o que temer {“Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.” (Salmos 23:4), “Que diremos depois disso? Se Deus é por nós, quem será contra nós?” (Romanos 8:31).}
Quanto aos nossos príncipes, relaxa... Deus tem um plano! rsrs Se temos o Rei dos reis ao nosso lado nos sustentando com sua mão direita qual é a necessidade de nos aquietarmos porque ainda não encontramos um principezinho? rsrs (“Ele, porém, pôs sobre mim sua mão direita e disse: Não temas! Eu sou o Primeiro e o Último, e o que vive.” Apocalipse 1:17). Saiba: ‘Quem espera em Deus, corre. ’
Por fim, esforcemo-nos para sempre lembrar o que Ele nos garante: “Porque eu estou contigo. Ninguém se aproximará de ti para te fazer mal, pois tenho um numeroso povo nesta cidade.” (Atos 18:10), “Fica, tranqüilo, pois estou contigo, do oriente trarei tua raça, e do ocidente eu te reunirei.” (Isaías 43:5), “nada temas, porque estou contigo, não lances olhares desesperados, pois eu sou teu Deus; eu te fortaleço e venho em teu socorro, eu te amparo com minha destra vitoriosa.” (Isaías 41:10)... e mais 700 milhões de vezes Ele nos garante isso, pode procurar!

“Então o Rei dirá aos que estão à direita: - Vinde, benditos de meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo,” (Mateus 25:34).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A menina da casa de Naamã

Olá meus queridos e minhas queridas!
A paz do Senhor!


A história de Naamã eu já conhecia, mas depois de ler mais uma vez notei algo que ainda não havia percebido.

Eu, eu mesmo e Pedro

Agora não compreendes o que eu faço, mas depois entenderás.
Em uma conversa casual, refletindo sobre este versículo, algo nos chamou a atenção.  Já ouvimos em muitas aplicações como temos atitudes semelhantes às dos personagens bíblicos, Adão é aquele citado para falar de quem não assume a responsabilidade dos seus atos e sempre joga a culpa em outra pessoa, ou Jonas quando foge do chamado de Deus, ou Moisés que sempre coloca um empecilho para aceitar a missão que Deus lhe confiou... A reflexão de hoje nos aproxima mais uma vez de um personagem bíblico e nos traz algumas lições. Vamos juntos?

Se não fosse o Senhor

Última semana de dezembro, você olha para trás e lembra de tudo o que já te aconteceu, faz uma retrospectiva de todos os fatos, desde que fez menção aos "Planos para 2011"; por fim você só pode dizer uma frase:
"Se não fosse o Senhor..."