Pular para o conteúdo principal

Por quê, Deus?

Quantas vezes você já fez essa pergunta? Quantas vezes olhou para uma determinada situação e não encontrou respostas ou soluções rápidas, tudo ficou um tanto confuso... Será que não confiei o bastante? Será que a minha fé é pequena demais? O que foi que eu fiz de errado? Por quê, Deus?


Você olha pra tudo e pensa se não foi forte o bastante ou se existe algo que você poderia fazer e não fez porque não foi sensível pra ouvir Deus falar.
Isso é comum na vida de qualquer um, em algum momento (ou em vários), nos sentimos abatidos, olhamos para os lados e não entendemos o que acontece, parece que tudo vai contra nós mesmo que tenhamos feito tudo certo. Então nos culpamos, pensamos em parar porque não sabemos o porquê de tudo o que aconteceu, houveram momentos assim em minha vida, mais ainda nesse ano (em que decidi me comprometer um pouco mais), houveram momentos em que eu não sabia mais como orar ou nem tinha mais o que falar para Deus, mas sei que Deus ouviu o meu silêncio, eu sei.
Você pode pensar que não dá mais, que tudo o que fez, todo o tempo que dedicou para o seu propósito, todos os esforços foram em vão. Mas gostaria de te falar uma coisa, hoje mesmo eu disse: "Por que será que isso aconteceu Deus?", e logo tive a resposta: "Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos. Isaías 55:9". Com meu falho entendimento não enxergo o proósito de Deus, mas compreendo que Ele sabe de tudo o que aconteceu e tem minha vida em suas mãos, então sabe e controla tudo o que vai acontecer.
Você pode pensar que Deus não liga para o que você carrega dentro de si, mas Ele te ama e tem planos, caminhos e pensamentos que vão muito mais além que os seus e Ele só quer o melhor para você. Apenas entregue seu caminho à Ele e viva na esperança de um céu que te aguarda, haverão momentos difícies, mas Deus é maior do que tudo e Ele nunca te abandonará.


Sei

Megafone

Sei, que muitas vezes, eu não sei
O que fazer, e nem pra onde ir
Mas eu sei, que hoje eu posso me entregar
E que posso confiar em seu amor

Os teus caminhos são mais altos que os meus
O teu pensar me faz ir além, ir além

Quero entregar o meu caminho
Aprender a confiar
Sei que nesse mundo
Eu não estou sozinho

Deus abençoe sua vida!
Com carinho,
Mari

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A menina da casa de Naamã

Olá meus queridos e minhas queridas!
A paz do Senhor!


A história de Naamã eu já conhecia, mas depois de ler mais uma vez notei algo que ainda não havia percebido.

Mas o que é Mordomia Cristã?!

Quando você pensa na palavra "mordomia", o que vem a sua mente?
No cenário atual é nítido que o conceito de mordomia divulgado pela imprensa em geral é o de regalias no exercício da função pública. Mas aí você pode me dizer: “ah, mas eu sou cristã né?! E é óbvio que sei que mordomia não é viver uma vida de regalias". Hmm sei, mas sinto em lhe dizer que corremos um grande risco de não estarmos vivendo a mordomia bíblica em sua totalidade .
Aqui trataremos brevemente deste assunto, mas eu a encorajo a fazer um estudo pessoal aprofundado sobre o mesmo, pois tenho certeza que você crescerá muito no desenvolvimento de sua salvação se assim o fizer. Pois bem! Vamos pensar então em duas verdades e partindo delas compreender a mordomia cristã bíblica.

A conversão de C. S. Lewis

Você, provavelmente, já ouviu falar no autor de "As Crônicas de Nárnia". Eu também, desde que conheci um pouco mais sobre ele, tive curiosidade em saber se ele era ateu ou cristão, pois (para bons entendedores) as Crônicas de Nárnia trazem uma mensagem com muitos valores cristãos, mas também contém muitas características duvidosas quanto ao que a história realmente quer transmitir. Então fiquei naquele impasse: Será  que é? Será que não é?

Hoje, decidi procurar um pouco mais sobre a vida dele e sanar minhas dúvidas. Agora quero compartilhar com vocês! Espero que gostem! =D